Jorman Torres
2º Violino

Iniciou os seus estudos musicais aos cinco anos de idade com o seu pai Eladio Mujica, actual diretor do Conservatório Superior de Música Juan Jose Landaeta. Integrou o "El Sistema", fazendo parte da orquestra infantil, iniciando os estudos de violino com a professora Susan Siman, fundadora do “El Sistema” e actual directora da Siman Orchestral Foundation. Aos 11 anos ingressou no Conservatório Superior de Música Simón Bolívar com o professor Ulises Ascanio.

Aos 15 anos passou a fazer parte da Orquestra Filarmónica Nacional de Caracas, sendo o membro mais jovem numa orquestra profissional. Simultaneamente, integrou o corpo docente da Orquestra Infantil do El Sistema em Los Teques. Venceu o concurso dos primeiros violinos na Orquestra Municipal de Caracas iniciando estudos com o maestro Jose Francisco del Castillo na Academia Latino - Americana del Violin. Ingressou na Mozarteum Venezuela, na turma da prestigiada professora Virginie Robillard, actual professora do Conservatório de Lausanne, Suíça.

Posteriormente ingressou no Conservatoire Superior de Musique de Genève, onde realizou cursos em pedagogia, composição, música de câmara (com viola de arco) e violino, obtendo o diploma de solista e o prémio Maggy Breitmeyer como melhor solista do ano. Realizou estudos de música de câmara em diferentes formações tais como, trio com piano, quarteto de cordas e quinteto de cordas com piano, na prestigiosa Academia Tibor Vargas em Sion, Suiça com o maestro Gabor Takaç. Na mesma cidade, integrou o quinteto de cordas e bandoneon Tango Sensations, dedicado à musica do compositor Astor Piazzolla.

Jorman Torres dedica-se também à composição escrevendo obras para orquestra, quarteto e diversos instrumentos solo ou com acompanhamento, sendo interpretado em diversos países.

Atualmente faz parte da Orquestra Sinfónica da Casa da Música, Quarteto Verazin e Quinteto Tango Sensations, leccionando violino na Academia Jahas.